Clean & Safe

Protocolo Interno – relativo ao surto de coronavírus COVID-19

CORONAVÍRUS | SARS-CoV-2 | COVID-19

 

O SARS-CoV-2 é um vírus que origina a doença designada COVID-19. Até ao momento as evidências apontam para o seu aparecimento em dembro de 2019, na China.

A COVID-19 afeta o sistema respiratório e o que pode aparentar uma constipação comum pode evoluir para uma doença mais grave, como a pneumonia.

 

Os sintomas mais comuns são:

       febre (acima dos 38ºC)

       tosse seca.


Na maior parte dos casos existe também:

       fadiga,

       mialgias (dores no corpo),

       diarreia,

       vómito, ou

       alteração do olfato.

Nos casos mais graves verifica-se dificuldade respiratória e mesmo falência de órgãos.

 

Sabe-se que o vírus pode demorar até 15 dias para manifestar sintomas. Desta forma, é possível que uma pessoa infetada espalhe o vírus durante uma janela temporal alargada. O covid-19 pode ainda ser assintomático, o que agrava o risco de transmissão, pelo que é importante ter uma atitude preventiva, cumprindo uma série de regras para evitar a propagação do COVID-19.

 

 

 

 

Enquadramento e Objectivos

 

A Happy Van é uma empresa de Animação Turística que nasceu da vontade de aproximar os visitantes do Algarve ao seu património material e imaterial, e às suas comunidades locais. Focados no desenvolvimento local, trabalhamos um turismo criativo e de experiências com uma ligação forte às nossas simpáticas carrinhas pão-de-forma. Apesar dos novos desafios que temos agora de enfrentar, aqui continuamos a estar para fazer esta aproximação contigo!
 
Acreditamos no ser humano mais cooperativo, mais responsável e altruísta, respeitador do próximo e com foco no bem global do planeta. Sabemos que há equilíbrios difíceis de fazer, mas, se nos esforçarmos pelo bem estar de todos e no respeito pela diversidade, estamos seguros que o mundo nos devolverá muito mais do que um bolso recheado de notas.

 

Nestes tempos difíceis e confusos, queremos deixar-te uma mensagem de esperança e de confiança. É também nesse intuito que aceitámos o desafio do Turismo de Portugal aderindo ao selo Clean & Safe e ao seu conjunto de regras, com o objectivo de garantir a proteção e segurança de todos nós contra o SARS-CoV-2.  Para isso, é tão importante o nosso esforço prevenção e controlo, tanto quanto a tua colaboração e aceitação das novas regras que nos vão permitir retomar a chamada “nova normalidade”.

 

É nossa esperança que ao sermos capazes de vencer esta batalha juntos, também seremos no final mais humanos e merecedores do planeta que nos abriga.

 

Convidamos-te agora a conhecer o nosso Protocolo Interno do Selo Clean & Safe.

 

 Índice

 

1 Procedimentos de Prevenção

   1.1 Informação

      1.1.1        Conduta Pessoal

      1.1.2        Conduta Social

   1.2       Espaços e Circuitos

      1.2.1        Informação

      1.2.2        Reservas

      1.2.3        Pagamentos

      1.2.4        Receção

      1.2.5        Visitas (Tours) e Eventos

      1.2.6        Transporte

   1.3 Plano de Higienização

      1.3.1 Higiene de Vestuário

      1.3.2 Limpeza e Desinfeção dos Equipamentos

      1.3.3 Limpeza e Desinfeção dos Meios de Transporte

      1.4 Procedimentos nas Provas e Consumo de Alimentos e Bebidas

   1.5 Procedimentos de Prevenção para os Colaboradores.

      1.5.1 Formação

      1.5.2 Conduta Pessoal, Profissional e Social

      1.5.3 Equipamentos de Protecção Individual (EPI)

      1.5.4 Designação dos Responsáveis

      1.5.5 Stock de Materiais de Limpeza e Desinfecção

      1.5.6 Escalas / Turnos / Reuniões

   1.6 Procedimentos de Prevenção para os Clientes

      1.6.1 Equipamentos de Protecção Individual

      1.6.2 Conduta Pessoal e Social

   1.7 Procedimentos de Prevenção para a Organização

2 Procedimentos em Caso de Suspeita de Infecção

   2.1 Identificação de um Caso Suspeito

      2.1.1 Critérios Clínicos (sintomas)

      2.1.2 Critérios Epidemiológicos

   2.2 Adequação do Local de Isolamento

      2.2.1 Local

      2.2.2 Equipamentos e Consumíveis (Kit de EPI)

   2.3 Contactos Telefónicos

   2.4 Gestão de Resíduos

   2.5  Higienização

   2.6 Vigilância do Colaborador

   2.7 Registo de Atos/Incidentes

 

Protocolo Interno – relativo ao surto de coronavírus COVID-19

 

 

1 Procedimentos de Prevenção

 

1.1 Informação

 

Este Protocolo Interno relativo ao surto de coronavírus COVID-19 está disponível no nosso site: https://happyvan.pt/ no menu COVID-19, assim como ficará acessível a todos os nossos clientes através do nosso sistema de reservas.  A informação verbal acerca do presente Protocolo será dada pelos nossos colaboradores no início e durante as atividades da Happy Van.

Está aqui disponibilizada toda a informação de como cumprir as precauções básicas de prevenção e controlo de infeção relativamente ao surto de coronavírus COVID-19.

 

1.1.1      Conduta Pessoal        

       Higienização das mãos:

o   Lavar as mãos frequentemente com água e sabão, durante pelo menos 20 segundos, ou caso tal não seja possível,

o   Usar desinfetante para as mãos que tenha pelo menos 70o de álcool (SABA), cobrindo todas as superfícies das mãos e esfregando-as até ficarem secas.

o   Higienizar as mãos sempre após tossir, espirrar ou assoar.

       Etiqueta Respiratória:

o   Cobrir a boca e nariz 
ao tossir ou espirrar. Faze-lo para o antebraço fletido ou usar lenço de papel, que depois deve ser imediatamente deitado ao lixo.

o   Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos.

o   Usar Máscaras Certificadas (Máscara Cirúrgica, Máscara de Protecção Respiratória FFP2, ou outra Máscara desde que certificada). O seu uso deverá ser obrigatório para todos os colaboradores e clientes durante as viagens e eventos.

       Auto monitorização diária para avaliação da febre: A temperatura corporal deve ser medida duas vezes por dia e registado o valor e a hora de medição.

       Importante também é a verificação de tosse ou de dificuldade respiratória, entre os outros possíveis sintomas enumerados no início do presente documento.

       Ficar em casa se estiver doente, se necessitar de cuidar de membros do agregado familiar doentes, ou se estiver em alto risco de contrair o COVID-19, saíndo apenas para obter cuidados medicos.

 

1.1.2      Conduta Social

Deve ser alterada a frequência e a forma de contacto entre os colaboradores da Happy Van e entre estes, os clientes, os parceiros e fornecedores, evitando (quando possível) o contacto próximo:

       Mantendo, sempre que possível, uma distância superior a dois metros das outras pessoas;

       Evitando apertos de mão, beijos e abraços;

       Evitando postos de trabalho partilhados e reuniões presenciais;

       Não partilhando comida, utensílios, copos, toalhas, roupa e outros objectos pessoais (telemóveis, câmaras fotográficas, lanternas, entre outros).

Esta informação estará disponível em sinalética no interior de cada viatura e nos espaços onde os eventos se realizam.

 

1.2     Espaços e Circuitos

1.2.1      Informação

Toda a informação, no âmbito das atividades da Happy Van, será distrubuida em suporte digital/online, exceptuando alguns suportes físicos sobre a matéria COVID-19 que estarão disponíveis nas viaturas e algum material de divulgação e respectivos flyers/panfletos ou folhas de sala impressos no passado.

 

1.2.2      Reservas

       As reservas são feitas, sempre que possível por via não presencial: online (na plataforma de reservas da Happy Van ou dos seus parceiros), por email, por telefone, etc.

       Os bilhetes devem ser, sempre que possível, eletrónicos e apresentados através dos dispositivos móveis dos clientes.

       Os clientes são informados sobre o presente Protocolo Interno na altura da reserva, documento que também está disponível para consulta no site da Happy Van.

 

1.2.3      Pagamentos

       Sempre que possível, a Happy Van dá primazia a pagamentos via plataformas online.

       Caso se opte por pagamento presencial, são preferíveis os pagamentos com MBWay.

       Caso o pagamento via numerário seja a única solução, a Happy Van deve garantir a higienização das mãos do cliente e do colaborador no final do processo; Deve evitar-se o contacto direto na passagem de dinheiro: o cliente deve pousar o dinheiro e o colaborador recolher o mesmo; repetindo o processo em caso de troco, sem que haja contacto físico entre os dois.

 

 

1.2.4      Receção

       Sendo a receção ao cliente feita junto do seu alojamento ou noutro local previamente convencionado, a Happy Van:

o   Disponibiliza no local soluções de desinfecção SABA para que utentes e colaboradores desinfetem as mãos no local antes de iniciar a tour ou evento;

o   Disponibiliza Máscaras Certificadas aos colaboradores que estes devem colocar antes do início da viagem ou evento. Estas Máscaras também são de uso obrigatório por parte dos clientes. Caso estes não as tenham disponíveis a Happy Van poderá fornecer Máscaras Cirúrgicas a um preço convencionado de 1€ por unidade.

o   Reserva-se ao direito de efetuar um pequeno questionário de avaliação do risco de contagio de COVID-19 a cada um dos seus clientes. O questionário, prioritáriamente verbal (por escrito se assim o for obrigatório em eventos), conterá as seguintes perguntas:

§  Qual a sua localidade de proveniência?

§  Qual o seu local de estadia?

§  Regressou recentemente de uma area afetada pelo COVID-19?

§  Contactou recentemente com um caso provavel e confirmado de COVID-19?

§  Em que data teve esse contacto?

§  Esteve a menos de 2 metros do doente?

§  Utilizou EPI? Quais?

§  Tem sintomas COVID-19, como febre, tosse ou dificuldade respiratória?

§  Pertence a algum grupo especial de risco (idade, comorbilidades)?

Pelas respostas ao questionário, se for entendido que o risco de contagio deste cliente é alto, a Happy Van poderá cancelar a sua participação na viagem ou no evento.

O cliente deverá aceitar responder a este questionário e acatar a decisão da Happy Van quanto a este poder vir ou não participar na viagem/evento e em que moldes o deverá fazer para garantir a maxima segurança de todos os participantes.

o   Reforça a sensibilização de utentes e colaboradores para as regras básicas de distanciamento físico, etiqueta respiratória e correta higienização das mãos, com a colocação de pósteres informativos e reforço verbal do protocolo que a empresa implementou;

o   Deverá garantir, sempre que possível, uma distância mínima de 2m entre utente e colaborador;

o   Organizará filas de espera, sempre que necessário, e sobretudo em eventos, a fim de garantir o cumprimento das regras de distanciamento físico definidas pela DGS; 


o   Assegura o atendimento prioritáro a:

§  Pessoas com deficiência ou incapacidade;

§  Pessoas idosas;

§  Grávidas;

§  Pessoas acompanhadas de crianças de colo.

 

 

1.2.5      Visitas (Tours) e Eventos

       Fora das viaturas e durante as visitas e/ou eventos, a Happy Van:

o   Disponibiliza soluções de desinfecção SABA para que utentes e colaboradores desinfetem regularmente as mãos;

o   Disponibiliza Máscaras Certificadas aos colaboradores que estes devem usar, desde que possível, durante a viagem ou evento. Estas Máscaras também são de uso obrigatório por parte dos clientes. Caso estes não as tenham disponíveis a Happy Van poderá fornecer Máscaras Cirúrgicas a um preço convencionado de 1€ por unidade.

o   Reforça a sensibilização verbal das regras do protocolo que a empresa implementou;

o   Deverá garantir, sempre que possível, uma distância mínima de 2m entre utentes e colaborador;

 

1.2.6      Transporte

       Dentro das viaturas e durante o transporte:

o   É disponibilizada uma solução de desinfecção SABA para que utentes e colaboradores desinfetem regularmente as mãos, e sobretudo entre paragens (saídas e entradas);

o   São disponibilizadas Máscaras Certificadas aos colaboradores que estes devem usar, desde que possível, durante a viagem. Estas Máscaras também são de uso obrigatório por parte dos clientes. Caso estes não as tenham disponíveis a Happy Van poderá fornecer Máscaras Cirúrgicas a um preço convencionado de 1€ por unidade;

o   É disponibilizado um contentor de resíduos, de preferência com abertura não manual e saco de plastico;

o   São sensibilizados os utentes e colaboradores para as regras básicas de distanciamento físico, etiqueta respiratória e correta higienização das mãos, com a colocação de pósteres informativos e reforço verbal do protocolo que a empresa implementou;

o   Deverá ser respeitada a ocupação maxima de 2/3, ou seja, 2 lugares ao meio e 2 lugares atrás, no total de 4 pessoas;

o   Não é autorizada a circulação no banco ao lado do condutor;

o   Os lugares e acessos indisponíveis estão devidamente assinalados com sinalização ou barreira física delimitadora e deverão ser respeitados;

o   A ocupação da viatura far-se-á dos bancos de trás para os bancos do meio. A entrada será feita em primeiro lugar pelos clientes que ficam sentados nos bancos de trás. A saída será feita em primeiro lugar pelos clientes que ficam sentados nos bancos do meio;

o   Os veículos circularão, sempre que possível, com algumas janelas entreabertas para facilitar a ventilação e renovação natural do ar no seu interior;

o   Não será utilizado qualquer dispositivo de ar condicionado nas viaturas;

 

1.3 Plano de Higienização

 

1.3.1 Higiene de Vestuário

     – O vestuário deverá ter uma única utilização.

     – Este deve ser retirado de forma a evitar sacudir.

     – Deverá ser acondicionado em saco fechado.

     – A Lavagem do vestuário usado nas atividades e outros acessórios disponibilizados deve ser feita a cerca de 60ºC. A Happy Van não tem um fardamento        específico pelo que a roupa que os colaboradores usam durante as viagens e eventos, deve ser por estes lavada em separado às mesmas temperaturas.         Todavia há que respeitar as temperaturas e os detergentes a que os tecidos podem ser sujeitos durante as lavagens. Tais indicações constam das etiquetas        de cada peça. Caso seja necessário recomenda-se o uso de produtos de desinfeção adicionais.

     – Importante também será a secagem da roupa ao Sol / ar livre, sempre que possível.

 

1.3.2 Limpeza e Desinfeção dos Equipamentos

A Limpeza e Desinfeção dos equipamentos utilizados, é da responsabilidade de cada colaborador que os utiliza, e deverá ser feita após cada atividade/utilização, de acordo com as regras aplicáveis a cada tipo de equipamento.

 

   Limpeza: Trata-se da remoção de sujidades, lixo e/ou resíduos visíveis.

 

o   Produtos: Nesta primeira fase do processo, deve proceder-se à limpeza dos equipamentos utilizados com os detergentes habituais, respeitando a concentração, o tempo, a temperatura e a acção mecânica existente nas instruções de uso (ficha técnica) de cada um deles.

o   Materiais: Os materiais não descartáveis normalmente utilizados (panos/esponjas e balde) depois de lavados, desinfectados e secos,  deverão ser acondicionados em local fechado.

 

 

   Desinfecção: Trata-se da eliminação e/ou redução da contaminação para níveis residuais.

 

o   Produtos: Nesta segunda fase do processo, e para a correta desinfecção dos equipamentos, devem utilizar-se os seguintes produtos, de acordo com cada tipo de equipamento, respeitando a concentração, o tempo, a temperatura e a acção mecânica existente nas instruções de uso (ficha técnica) de cada um deles:

§  Lixívia (solução de hipoclorito de sódio com concentração original de pelo menos 5% de cloro livre) diluída em água fria na seguinte proporção: 10 mililitros de lixivia por cada 990 mililitros de água;

§  Pastilhas de dicloroisocianurato de sódio devidamente diluídas (efeito semelhante à lixivia);

§  Desinfetante com 70o de álcool (superfícies metálicas ou outras, que não sejam compatíveis com a lixívia, de modo a evitar corrosão ou danificação);

§  Soluções detergentes com desinfectantes em spray na composição (2 em 1 – detergentes com lixívia);

§  Toalhetes humedecidos com desinfectantes para limpezas. Usar um toalhete para cada superfície e descartar para o caixote do lixo. Deixar a superfície secar ao ar depois de usar o toalhete desinfetante;

§  Desinfectante alcoólico para todo o tipo de superfícies e equipamentos mais neutro e menos agressivo que implique enxaguamento (em superfícies como couro, pele, plásticos ou outras sensíveis à corrosão dos desinfectantes anteriores).

 

o   Materiais: Os materiais não descartáveis utilizados (panos/esponjas e balde), depois de lavados, desinfectados e secos, serão acondicionados em local fechado.

 

Após a higienização e desinfecção, todos os utensillios e equipamentos de limpeza devem ser lavados, desinfectados, secos e acondicionados em local fechado e devidamente identificado.

 

Tabela de Instruções para Limpeza e Desinfecção de Equipamentos (Anexo I)

 

Tabela de Registo de Limpeza e Desinfecção de Equipamentos (Anexo II)

 

 

1.3.3 Limpeza e Desinfeção dos Meios de Transporte

A Limpeza e Desinfeção dos meios de transporte é da responsabilidade de cada colaborador que utilizará a viatura e deverá ser feita antes de cada atividade/utilização, de acordo com as regras aplicáveis a cada tipo de material existente no meio de transporte.

A limpeza deve ser sempre realizada no sentido de cima para baixo, e das áreas mais limpas para as mais sujas.

Pretende-se que, depois de limpo e desinfectado, o primeiro contacto com o veículo seja efetuado pelos clientes, diminuindo o risco de contaminação e propagação do COVID-19.

No caso das carrinhas pão-de-forma da Happy Van recomendam-se as seguintes orientações na acção de limpeza e desinfecção:

 

– Equipamento de Protecção Individual (EPI) a utilizar pelo colaborador:

o   Máscara Cirúrgica;

o   Luvas não Esterilizadas;

o   Bata / Avental Impermeável, ou roupa diferente da que trouxe de casa.

 

O colaborador deve lavar as mãos com água e sabão ou desinfectá-las com solução alcoólica de 70o antes da colocação e após retirar a máscara cirúrgica, as luvas e a roupa protetora (bata / avental de plástico), que depois de utilizadas devem ser fechadas num saco e deitadas para o lixo. No caso do colaborador utilizar roupa diferente da que trouxe de casa, esta deve ser fechada num saco para ser lavada à parte de acordo com as regras do ponto 1.3.1.

 

  Limpeza dos veículos: Trata-se da remoção de sujidades, lixo e/ou resíduos visíveis. O procedimento de higienização do veículo compreende duas fases e deverá ser feito de preferência em centros de limpeza e lavagem automática:

 

o   Limpeza Interior: Após ter os Equipamentos de Protecção Individual  (EPI) colocados, o colaborador deverá remover o lixo e quaisquer objetos que estejam no interior do veículo e que não sejam parte do mesmo.

 

§  Produtos: Nesta primeira fase do processo, deve proceder-se à limpeza do interior das viaturas com os detergentes habituais para cada tipo de material, respeitando a concentração, o tempo, a temperatura e a acção mecânica existente nas instruções de uso (ficha técnica) de cada um deles. Os mesmos podem ser Consultados na Tabela para Limpeza e Desinfecção de Meios de Transporte.

É possível a utilização de aspiradores de uso doméstico que tenham filtro de água para reter as partículas. Todavia recomenda-se a utilização dos aspiradores existentes nos centros de limpeza e lavagem automática.

 

§  Materiais: Os materiais não descartáveis normalmente utilizados (panos/esponjas e balde) depois de lavados, desinfectados e secos, deverão ser acondicionados em local fechado.

 

o   Limpeza Exterior: Após a limpeza interior do veículo o mesmo deverá ser lavado exteriormente, preferencialmente num centro de limpeza e lavagem automática, respeitando as fases de lavagem existentes (pré-lavagem, colocação de detergente e enxaguamento).

 

 

 

  Desinfecção:  De seguida deverá ser efetuada a limpeza cirúrgica das várias superfícies do veículo com produto indicado para a remoção de vírus, bactérias e fungos, o qual deverá ser eficaz na eliminação do vírus COVID-19.

 

o   Produtos: Nesta segunda fase do processo, e para a correta desinfecção dos meios de transporte, podem-se utilizar os seguintes produtos, de acordo com cada tipo de componente, respeitando a concentração, o tempo, a temperatura e a acção mecânica existente nas instruções de uso (ficha técnica) de cada um deles. Os mesmos podem ser Consultados na Tabela para Limpeza e Desinfecção de Meios de Transporte:

§  Desinfetante com 70o de álcool (superfícies metálicas ou outras, que não sejam compatíveis com a lixívia, de modo a evitar corrosão ou danificação);

§  Soluções detergentes com desinfectantes em spray na composição (2 em 1 – detergentes com lixívia);

§  Toalhetes humedecidos com desinfectantes para limpezas intermédias (entre viagens próximas). Usar um toalhete para cada superfície e descartar para o caixote do lixo. Deixar a superfície secar ao ar depois de usar o toalhete desinfetante;

§  Desinfectante alcoólico para todo o tipo de superfícies e equipamentos mais neutro e menos agressivo que implique enxaguamento (em superfícies como couro, pele, plásticos ou outros sensíveis à corrosão dos desinfectantes anteriores).

 

o   Materiais: Os materiais não descartáveis utilizados (panos/esponjas e balde), depois de lavados, desinfectados e secos, deverão ser acondicionados em local fechado.

 

o   Renovação do Ar: Durante e após o procedimento de desinfeção das viaturas estas deverão ter as suas janelas e portas abertas de forma a renovar-se o ar dentro das mesmas.

 

Após a limpeza e desinfecção do veículo deve-lhe ser colocado um sinal identificador para que facilmente se reconheça que o referido veículo foi alvo do presente procedimento de higienização.

Após a limpeza e desinfeção dos veículos fica interdita a entrada de qualquer pessoa que não sejam os clientes e o condutor.

Em caso de necessidade de entrada ou utilização de veículo sinalizado como higienizado, deve-lhe ser retirado o sinal identificador, devendo o veículo ser novamente limpo, desinfetado e identificado como higienizado.

Semanalmente, é recomendável a utilização de um hidratante para peles e couros para a manutenção cuidada dos estofos.

É recomendável a higienização intermédia (durante as viagens e eventos) das  superfícies de toque frequente das viaturas, que pode ser realizada com SABA (desde que não afete os materiais), para se conseguir um procedimento mais rápido. São estas entre outras as superfícies enunciadas:

o   Volante, incluindo todos os comandos e funcionalidades aí presentes (ex: buzina, manípulo do limpa pára-brisas, manípulo de ativação e desativação dos faróis do veículo, etc.);

o   Manete/manípulo das mudanças;

o   Manetes de abertura dos vidros;

o   Puxadores, exteriores e interiores, de todas as portas, incluindo puxador de abertura do porta bagagens;

o   Painel de instrumentos do veículo, incluindo botões de controlo da função de climatização, rádio, leitor de CDs, “4 piscas”, etc.;

o   Retrovisor interior;

o   Retrovisores laterais;

o   Travão de estacionamento (“travão de mão”);

o   Todos os cintos de segurança do veículo e “botões” dos bloqueadores dos cintos de segurança;

o   Porta luvas, incluindo puxador de abertura;

o   Botões de ligar/desligar as luzes interiores;

o   Tampa de abertura do depósito de combustível (atenção à corrosão das SABA);

o   Ajustador dos bancos dos veículos

o   Chaves do veículo;

o   Vidros e espelhos

 

Tabela de Instruções para Limpeza e Desinfecção dos Meios de Transporte (Anexo III).

 

Tabela de Registo de Limpeza e Desinfecção dos Meios de Transporte (Anexo IV).

 

1.4 Procedimentos nas Provas e Consumo de Alimentos e Bebidas

 

 

A Happy Van tem em muitas das suas experiências provas de bebidas regionais e produtos locais.

 

Todas as provas que sejam da responsabilidade de parceiros, têm de garantir a existência de um protocolo interno para prevenção da COVID-19, e de preferência serem aderentes ao selo Clean & Safe. O cumprimento dessas regras será monitorizado pelo responsável e colaboradores da Happy Van na sequência das visitas aos respectivos estabelecimentos.

 

O serviço de provas de alimentos ou bebidas, da responsabilidade exclusiva da Happy Van será reduzido a produtos engarrafados, embalados ou pré-confecionados por terceiros (serviços Take-away).

Durante o serviço destes produtos:

   Os colaboradores devem usar máscara de proteção e desinfectar frequentemente as mãos com SABA (antes, durante e depois do serviço);

   Em caso de utilização de uma toalha em tecido, esta deve ser de utilização única por cliente ou clientes do mesmo grupo;

   Não existirão acessórios decorativos e temperos que não os estritamente necessários;

   Os pratos, copos, talheres e guardanapos, devem ser descartáveis, ou caso tal não aconteça, devem, depois de acondicionados e lavados em separado, ser guardados em local fechado devidamente protegido e de acesso exclusivo aos colaboradores, e só devem ser disponibilizados na presença do cliente que os vai utilizar;

 

Os equipamentos, que servirão para transportar os alimentos ou bebidas até aos respectivos locais de consumo (malas, sacos térmicos isolantes, ou cestos), por serem de contacto frequente, devem ser desinfetados com frequência e de acordo com as regras definidas no ponto 1.3.2 deste documento.

 

 

 

1.5 Procedimentos de Prevenção para os Colaboradores

 

1.5.1 Formação

 

O presente protocolo é enviado por correio eletrónico a todos os colaboradores da Happy Van, sendo agendada formação específica sobre todos os pontos do presente Protocolo Interno – relativo ao surto de coronavírus COVID-19 (Anexo V).

 

 

1.5.2 Conduta Pessoal, Profissional e Social

 

       Como cumprir as precauções básicas e as normas do presente Protocolo, visando a prevenção e o controlo de infeção relativamente ao surto de coronavirus COVID-19, nomeadamente:

 

o   Higienização das mãos:

§  Lavar as mãos frequentemente com água e sabão, durante pelo menos 20 segundos, ou caso tal não seja possível,

§  Usar desinfetante para as mãos que tenha pelo menos 70o de álcool (SABA), cobrindo todas as superfícies das mãos e esfregando-as até ficarem secas.

§  Higienizar as mãos sempre:

·      À entrada e à saída das viaturas;

·      Antes e após de contactar com os colegas, clientes, fornecedores e parceiros; 


·      Antes e após contactar com equipamentos dos colegas, clientes, fornecedores e parceiros; 


·      Antes e depois de mexer em embalagens vindas do exterior;

·      Antes, durante e após servir alimentos ou bebidas aos clientes;

·      Após tossir, espirrar ou assoar.

·      Após risco de exposição a fluidos orgânicos; 


·      Depois de idas à casa de banho;

·      Antes e depois das refeições;

·      Antes e após a remoção de EPI;

·      Quando aplicável, sempre que se toque na máscara;

·      Antes e após a limpeza e/ou desinfeção de equipamentos e meios de transporte. 


·      Depois de mexer no lixo;

 

o   Etiqueta Respiratória:

§  Cobrir a boca e nariz 
ao tossir ou espirrar. Faze-lo para o antebraço fletido ou usar um lenço de papel, que depois deve ser imediatamente deitado ao lixo.

§  Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos.

§  Obrigatório o uso de Máscaras Certificadas (Máscara Cirúrgica, Máscara de Protecção Respiratória FFP2, ou outra Máscara desde que certificada) para todos os colaboradores e clientes durante as viagens.  

§  Instruções para o uso da Máscara:

·      Lavar ou desinfetar as mãos antes;

·      Colocar a máscara com o lado branco (face interna) virada para a cara;

·      No caso de ser uma máscara cirúrgica, as pregas devem estar viradas para baixo;

·      Cobrir o nariz e a boca, que devem permanecer sempre cobertos e certificar que não ficam brechas entre a máscara e a cara;

·      Evitar tocar na máscara durante o seu uso. Caso se toque nela, desinfectar as mãos;

·      Substituir a mascara se suja ou húmida. Recomenda-se a utilização de uma máscara nova em cada tour ou evento;

·      Lavar ou desinfectar as mãos antes de retirar a máscara;

·      Remover a mascara pelos elásticos ou apoios das orelhas;

·      Não reutilizar as mascaras descartáveis;

·      Higienizar as mãos no final.

 

o   Monitorização, Sintomas e Doença

§  Auto monitorização diária para avaliação da febre: A temperatura corporal deve ser medida duas vezes por dia e registado o valor e a hora de medição numa tabela preparada para o efeito (Anexo VI) que deve ficar em posse do colaborador e enviada digitalmente à Happy Van sempre que esta o solicite.

 

§  Importante também é a verificação de tosse ou de dificuldade respiratória, entre os outros possíveis sintomas enumerados no início do presente documento.

 

§  Comunicar ao responsável (Paulo Ferreira) sempre que apresente os sintomas anteriores, ou seja: um quadro respiratório agudo com tosse (recente ou agravamento da tosse habitual) ou febre (temperatura igual ou superior a 38ºC) ou dificuldade respiratória;

 

§  O colaborador que desenvolva sinais ou sintomas sugestivos de COVID19 não se deve apresentar no local de trabalho e deve contactar a linha SNS 24, através do número 808 24 24 24, ou o número de emergência 112, conforme gravidade da situação.

 

§  Ficar em casa se estiver doente, se necessitar de cuidar de membros do agregado familiar doentes, ou se estiver em alto risco de contrair o COVID-19, saíndo apenas para obter cuidados medicos.

 

§  Comunicar ao responsável (Paulo Ferreira) sempre que tenha estado em contacto próximo ou direto com alguém infetado pela COVID-19;

 

 

o   Conduta Social:

§  Deve ser alterada a frequência e a forma de contacto entre os colaboradores da Happy Van e entre estes, os clientes, os parceiros e os fornecedores, evitando (quando possível) o contacto próximo, e mantendo, sempre que viável, uma distância superior a dois metros das outras pessoas;

§  Dispensar apertos de mão, beijos ou abraços;

§  Não devem ser partilhados postos de trabalho, e deverão ser evitadas reuniões presenciais (que não as estritamente necessárias);

§  Evitar a partilha de comida, de utensílios, de copos, de toalhas, de mantas, de roupa e de outros objectos pessoais (telemóveis, câmaras fotográficas, lanternas, entre outros);

§  Não contactar com pessoas que apresentem sintomas de COVID-19;

§  Não frequentar lugares movimentados, jantares com pessoas que não morem na sua habitação (fora ou dentro de casa) ou outros contactos desnecessários;

§  Evitar utilizar de forma não essencial os transportes públicos, sobretudo nas horas de ponta.

 

o   Como Agir Perante os Clientes:

§  O colaborador deve atender a uma apresentação mais cuidada, nomeadamente:

·      Evitando o uso excessivo de adornos pessoais;

·      Mantendo a Barba aparada;


·      Mantendo o Cabelo apanhado;


·      Mantendo as Unhas curtas e limpas;

·      Tendo especial cuidado com o uso de maquilhagem
(com o uso de máscara poderá aumentar risco de problemas de dermatológicos).

§  Apresentar-se de forma cordial aos clientes, não os cumprimentando fisicamente;

§  Deve manter a distância física e todo e qualquer contacto físico tanto com os clientes como com os outros colegas de trabalho. A distância física minima recomendável é de 2m;

§  Deverá explicar aos clientes o porquê deste distanciamento social e convidá-los a conhecer e a respeitar as regras e boas condutas do presente protocolo;

§  Fazer o questionário de avaliação do risco de contagio de COVID-19 a cada cliente e registá-lo em papel apenas se houver obrigação para tal.

§  Perante as respostas recebidas, avaliar o risco de aceitar ou não o cliente na viagem ou evento, e em que condições a sua participação poderá ser feita de forma segura para todos.

§  Comunicar a sua decisão ao cliente e se necessário superiormente ao colega Paulo Ferreira.

§  Em caso de não aceitação do cliente das regras e condutas do presente protocolo, este deve ser convidado a não participar na viagem ou evento. Em casos limite, para evitar conflitos, deverão ser contactadas as autoridades policiais e dada a conhecer a situação ao responsável (Paulo Ferreira).

§  Fornecer mascaras ao clientes, caso estes não as tenham, pelo preço de 1€ / unidade.

 

o   Como cumprir as orientações internas sobre Espaços e Circuitos (ponto 1.2).

 

o   Como cumprir as orientações da Direção-Geral da Saúde para limpeza de superfícies (equipamento e meios de transporte) e tratamento de roupa de acordo com o Plano de Higienização (ponto 1.3). Os colaboradores devem conhecer bem os produtos de limpeza e desinfeção a utilizar (detergentes e desinfetantes), as precauções a ter com o seu manuseamento, diluição e aplicação em condições de segurança, e como se proteger durante os procedimentos de limpeza e desinfecção dos equipamentos e meios de transporte.

 

o   Como cumprir com as orientações internas sobre Provas e Consumo de Alimentos e Bebidas (ponto 1.4).

 

o   Quais são e como Equipamentos de Protecção Individual (EPI) e como e quando usá-los (ponto 1.5.3).

 

o   A Responsabilidade de cada colaborador (ponto 1.5.4).

 

o   Stock de Materiais de Limpeza e Desinfecção (ponto 1.5.5).

 

o   Escalas / Turnos / Reuniões (ponto 1.5.6).

 

o   Procedimentos de Prevenção para os Clientes (ponto 1.6).

 

o   Procedimentos de Prevenção para a Organização (ponto 1.7).

 

o   Procedimentos em Caso de Suspeita de Infeção (ponto 2).

 

 

 

 

1.5.3 Equipamentos de Protecção Individual (EPI)

 

É Obrigatório o uso de Máscaras Certificadas (Máscara Cirúrgica, Máscara de Protecção Respiratória FFP2, ou outras Máscaras Certificadas) para todos os colaboradores e clientes durante as viagens e eventos, exceptuando-se casos em que tal não seja possível (Ex: apresentação teatral, apresentação musical), optando-se por medidas complementares como o distanciamento físico.

 

 

       Cada viatura, viagem ou evento está preparada com um stock de máscaras cirúrgicas sufientes para os colaboradores utilizarem, e se disponibilizarem aos clientes da Happy Van, em caso de necessidade destes (mediante pagamento de 1€/unidade); Cada colaborador deverá usar uma mascara diferente por viagem/evento que deverá depois descartar no lixo comum.

       Cada viatura, viagem ou evento está também preparada com um higienizador de mãos à base de álcool, que os colaboradores e clientes poderão e deverão utilizar sempre à entrada e saída da viatura ou evento e sempre que se justifique o seu uso durante as atividades;

       Para cada viatura (viagem) ou cada evento, é preparado com um Kit de EPI para uso dos colaboradores e clientes em caso de suspeita de infecção que inclui  máscaras cirúrgicas, pares de luvas descartáveis, 1 termómetro, solução antisséptica de base alcoólica, àgua engarrafada e alguns alimentos não perecíveis.

       Cada viatura terá também disponível vários Kits de Higienização, contendo 1 Máscara, 1 Par de Luvas, e eventualmente uma bata / avental impermeável, todos para uso na limpeza e desinfecção da viatura, de acordo com as instruções do ponto 1.3.3 do presente documento.

       Todos os EPI’s descartáveis, quando retirados, devem ser prontamente colocados em recipientes para resíduos sólidos acionados por pedal e revestidos por sacos plásticos. No caso da Happy Van, existirá um em cada viatura. Os resíduos nunca devem ser calcados, nem deve ser apertado o saco para sair o ar. O saco de plástico apenas deve ser cheio até 2/3 da sua capacidade e deve ser bem fechado com 2 nós, e bem apertado, preferencialmente, com um atilho ou adesivo.

 

 

 

1.5.4 Designação dos Responsáveis

 

É da responsabilidade do colaborador que estiver a fazer uma viagem/evento, acionar os procedimentos em caso de suspeita de infeção (acompanhar a pessoa com sintomas a um espaço de isolamento ao ar livre, prestar-lhe a assistência necessária e contactar o serviço nacional de saúde).

Em todo o caso, deverá ser informado telefónicamente o colega Paulo Ferreira, dando conta da suspeita de infeção e dos passos implementados no que concerne ao isolamento e à assistência.

 

 

1.5.5 Stock de Materiais de Limpeza e Desinfecção

 

O stock de materiais de limpeza e desinfeção é gerido pelo colaborador Paulo Ferreira. Para o efeito se elabora um documento de reporte de uso por viatura / colaborador (Anexo VII), que deverá ser enviado eletrónicamente com frequência semanal para: info@happyvan.pt.

 

 

1.5.6 Escalas / Turnos / Reuniões

       Cada colaborador será incumbido de conduzir uma viatura específica, evitando-se, tanto quanto se possa, a troca de viaturas entre estes;

 

       Cada colaborador fará o respectivo serviço preferencialmente sozinho, evitando-se assim o possível contagio entre colaboradores;

 

       Todas as reuniões promovidas entre colaboradores da empresa e sessões de formação, serão feitas de preferência por telefone e videochamada, excepto aquelas que por força das circunstâncias se possam realizar apenas pessoalmente, e a troca de informação será feita por email, sms, Messenger, Whatsapp, ou outras plataformas e aplicações que o permitam.

 

 

1.6 Procedimentos de Prevenção para os Clientes

 

1.6.1 Equipamentos de Protecção Individual

 

É Obrigatório o uso de Máscaras Certificadas (Máscara Cirúrgica, Máscara de Protecção Respiratória FFP2, ou outra Máscara desde que certificada) para todos os colaboradores e clientes durante as viagens ou eventos, exceptuando casos em que a Happy Van justifique o contrário.

 

       Cada viatura, viagem ou evento terá um stock de máscaras cirúrgicas suficientes para se disponibilizarem aos clientes da Happy Van, em caso de necessidade destes (mediante pagamento de 1€/cada);

       Cada viatura, viagem ou evento contará com um higienizador de mãos à base de álcool, que os colaboradores e clientes poderão e deverão utilizar sempre à entrada e saída da viatura ou evento e sempre que se justifique o seu uso durante as atividades;

       Cada viatura, viagem ou evento terá também um Kit de EPI para uso dos colaboradores e clientes em caso de suspeita de infecção que inclui máscaras cirúrgicas, pares de luvas descartáveis, 1 termómetro, solução antisséptica de base alcoólica, àgua engarrafada e alguns alimentos não perecíveis.

       É disponibilizado um contentor de resíduos, de preferência com abertura não manual e saco de plastico dentro das viaturas;

 

 

1.6.2 Conduta Pessoal e Social

 

       Conduta Pessoal

o   Higienização das mãos: As mãos devem ser lavadas frequentemente com água e sabão, durante pelo menos 20 segundos ou em substituição deve ser usado desinfetante para as mãos que tenha pelo menos 70o de álcool, cobrindo todas as superfícies das mãos e esfregando-as até ficarem secas.

o   Etiqueta Respiratória: Ao tossir ou espirrar, deve fazê-lo para o antebraço fletido ou usares um lenço de papel, que depois deve ser imediatamente deitado ao lixo. Devemos higienizar as mãos sempre após tossir ou espirrar e depois de nos assoarmos. Devemos evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos.

o   Auto monitorização diária para avaliação da febre: A temperatura corporal deve ser medida duas vezes por dia e registado o valor e a hora de medição.

o   Importante também é a verificação de tosse ou de dificuldade respiratória, entre os outros possíveis sintomas da COVID-19 enumerados no início do presente documento.

o   É Obrigatório o uso de Máscaras Certificadas (Máscara Cirúrgica ou de Protecção Respiratória FFP2) para todos os colaboradores e clientes durante as viagens.

 

       Conduta Social

o   Deve ser evitado (tanto quando possível) o contacto próximo, apertos de mão, beijos, partilha de comida, de utensílios, de copos, de toalhas, de roupa e de outros objectos pessoais (telemóveis, câmaras fotográficas, lanternas, entre outros).

 

       Distanciamento Social

o   Fora das viaturas, na receção e durante a viagem, visita guiada ou evento, deverá manter-se a regra de distânciamento social de 2 metros, respeitando-se as orientações do presente protocolo e dos organizadores.

 

       Questionário de avaliação do risco de contagio de COVID-19

o   A Happy Van, fará no início de cada viagem ou evento um pequeno questionário de despiste do risco de contagio de COVID-19, normalmente de uma forma verbal, ou de forma escrita se assim o for obrigada a fazer.

O cliente deverá aceitar responder a este questionário e acatar a decisão da Happy Van quanto a este poder vir ou não participar na viagem/evento e em que moldes o deverá fazer para garantir a maxima segurança de todos os participantes.

O questionário deverá conter algumas das seguintes perguntas, entre outras:

§  Qual a sua localidade de proveniencia?

§  Qual o seu local de estadia?

§  Regressou recentemente de uma area afetada pelo COVID-19?

§  Contactou recentemente com um caso provavel e confirmado de COVID-19?

§  Em que data teve esse contacto?

§  Esteve a menos de 2 metros do doente?

§  Utilizou EPI? Quais?

§  Tem sintomas COVID-19, como febre, tosse ou dificuldade respiratória?

§  Pertence a algum grupo especial de risco (idade, comorbilidades)?

 

       Ocupção Máxima e Circuitos – Transportes

o   Deverá ser respeitada a ocupação maxima de 2/3 da viatura, ou seja, 2 lugares ao meio e 2 lugares atrás, no total de 4 pessoas a transportar.

o   Não é autorizada a circulação no banco ao lado do condutor.

o   Os lugares e acessos indisponíveis estão devidamente assinalados com sinalização ou barreira física delimitadora e deverão ser respeitados.

o   A ocupação da viatura far-se-á dos bancos de trás para os bancos do meio. A entrada será feita em primeiro lugar pelos clientes que ficam sentados nos bancos de trás. A saída será feita em primeiro lugar pelos clientes que ficam sentados nos bancos do meio.

o   É obrigatório o uso de mascara dentro das viaturas.

o   Os bilhetes devem ser eletrónicos e na medida do possível pré-adquiridos na plataforma de reservas da Happy Van ou dos seus parceiros.

o   A Happy Van assegura o atendimento prioritáro a:

§  Pessoas com deficiência ou incapacidade;

§  Pessoas idosas;

§  Grávidas;

§  Pessoas acompanhadas de crianças de colo.

 

 

1.7 Procedimentos de Prevenção para a Organização

 

Cumpre à orgnização, a vigilância, monitorização e manutenção de todas as boas regras estabelecidas no presente protocolo, a implementação da legislação em vigor e o seguimento das recomendações da Direção-Geral de Saúde.

 

Os parceiros envolvidos nas atividades deverão ter o selo Clean & Safe, ou caso não o tenham, deverão apresentar à Happy Van os seus protocolos internos de higienização e segurança. A organização deverá assegurar também o cumprimento desses protocolos internos de higienização e segurança.

 

 

2 Procedimentos em Caso de Suspeita de Infecção

 

Cabe ao colaborador que está a fazer a viagem (tour) ou ao responsável pelo evento tomar as seguintes medidas em caso de suspeita de infecção por COVID-19, descritas em pormenor nos pontos seguintes:

     Identificar o caso suspeito;

     Conduzi-lo ao local de isolamento, separando-o das restantes pessoas;

     Disponibilizar o KIT de EPI;

     Contactar telefónicamente o SNS 24, e o responsavel pela empresa (Paulo Ferreira);

     Proceder à Gestão de Resíduos;

     Proceder à Higienização;

     Vigilância do Colaborador;

     Registar todos os Atos/Incidentes.

 

2.1 Identificação de um Caso Suspeito

 

2.1.1 Critérios Clínicos (sintomas)

A sintomatologia mais comum do COVID-19 é a febre, tosse, falta de ar e cansaço, requerendo ou não hospitalização.

 

2.1.2 Critérios Epidemiológicos

Deverá ter-se em conta, entre outros, os seguintes critérios epidemiológicos para a identificação de um caso suspeito:

     História de viagem para áreas com transmissão comunitária ativa nos últimos 14 dias antes do início de sintomas, ou

     Contacto com caso confirmado ou provável de infecção por COVID-19, nos 14 dias antes do início dos sintomas, ou

     Profissional de saúde ou pessoa que tenha estado numa instituição de saúde onde são tratados doentes com COVID-19.

 

 

2.2 Adequação do Local de Isolamento

2.2.1 Local

No caso das viagens e eventos da Happy Van, e uma vez que a empresa não possui espaço físico, o local de isolamento dependerá do tipo de Visita (Tour) ou Evento a realizar:

     Nas viagens ao ar livre o isolamento será feito num local ao ar livre.

     Nas viagens com parcerias e em caso da suspeita acontecer durante a visita, deverá conduzir-se o suspeito para o local de isolamento  definido pelo parceiro.

No caso do suspeito ser um colaborador, fora do local de trabalho, ou em deslocação para o mesmo, este deve isolar-se na sua habitação.

 

2.2.2 Equipamentos e Consumíveis (Kit de EPI)

 

Para cada viatura (viagem) ou cada evento, é preparado com um Kit de EPI que deve ser disponibilizado aos colaboradores e clientes em caso de suspeita de infecção que inclui:

     Máscaras cirúrgicas;

     Pares de luvas descartáveis;

     1 termómetro, folha de registo (Anexo VIII) e caneta;

     Solução antisséptica de base alcoólica;

     Contentor de resíduos (com abertura não manual e saco de plástico) – existente nas viaturas;

     Água engarrafada e alguns alimentos não perecíveis.

 

O colaborador / cliente deve:

     Higienizar as mãos;

     Colocar a máscara cirúrgica;

     Avaliar e registar a temperatura corporal.

 

2.3 Contactos Telefónicos

De seguida o colaborador deve contactar telefónicamente o SNS 24 e seguir as instruções dadas por esta linha, bem como o responsavel pela empresa (Paulo Ferreira) que deve ser informado da suspeita. Este, por sua vez deverá contactar o Médico do Trabalho (Ver anexo IX).

Contactos telefónicos:

     Linha de Saúde 24: 808 24 24 24   ou  112  em casos graves.

     Paulo Ferreira: 926 162 620.

 

2.4 Gestão de Resíduos

 

     Recolher todos os resíduos (não só o lixo do local de isolamento mas todo e qualquer resíduo sem recolha selectiva dos locais onde o Doente e a Pessoa que lhe prestou assistência estiveram.

     Colocá-los dentro de um saco do lixo e fechá-lo devidamente (ex. abraçadeira).

     Colocar o saco de resíduos num 2o saco (50 a 70 mícron de espessura) que deve ser fechado (ex. abraçadeira).

     Identificar, isolar e inventariar (Anexo X) os resíduos até ao momento de envio para operador licenciado para a gestão de resíduos hospitalares com risco biológico.

 

Contactos:

Operadores Licenciados em Gestão de Resíduos: https://silogr.apambiente.pt/

 

 

A separação de resíduos deve ser mantida para casos não suspeitos de acordo com o tipo de lixo (Vidro, Papel, Plástico, Orgânico). Neste caso os EPIs, e lenços de papel devem ser acondicionados num saco fechado e colocados no lixo indiferenciado.

 

2.5  Higienização

A higienização dos equipamentos e meios de transporte deve ser feita de acordo com o Plano proposto no ponto 1.3 deste documento.

 

2.6 Vigilância do Colaborador

 

O Colaborador que teve contacto com um caso confirmado deve manter vigilância ativa de sintomas COVID-19, e fazer o teste de despiste.

O tipo de exposição do contacto próximo, determinará o tipo de vigilância:

     Alto Risco de Exposição:

o   Partilhou a mesma viatura;

o   Esteve face-a-face ou no mesmo espaço fechado;

o   Partilhou loiça (pratos, copos, talheres), toalhas ou outros objetos ou equipamentos que possam estar contaminados com:

§  Expetoração


§  Sangue


§  Gotículas respiratórias

 

     Baixo Risco de Exposição:

o   Contacto esporádico (momentâneo)

o   Prestou assistência ao Caso Confirmado, desde que tenha seguido as medidas de prevenção e a utilização adequada de:

§  Máscara 


§  Óculos de proteção ou viseira 


§  Luvas 


§  Etiqueta respiratória 


§  Higiene das mãos 


 

2.7 Registo de Atos/Incidentes

Todos os atos ou incidentes deverão ficar registados em documento prório (Anexo XI), sendo o preenchimento deste documento feito pelo responsável (Paulo Ferreira).

 

 

 

 

 

 

Testemunhos

"The perfect trip Very accessible and easy to deal team. Friendly and lively staff and the tour was top! Excellent, highly recommend! "
"Happyness is guaranteed! Geweldige ervaring! Tijdens onze vakantie in Portagal hebben we met Happy Van de 'Trip to flavors' gedaan. Een geweldige, persoonlijke en gezellige tour waarin we het lokale leven in de Algarve mochten zien en proeven. Bedankt! Robert & Inge (Holland)"

Reserva a Tua Viagem Happy Van

Desfruta em pleno do rico património do Algarve na companhia das nossas simpáticas Pão-de-Forma e dos nossos guias e condutores super divertidos! Marca já a tua aventura!

Segurança

Os nossos programas são pensados ao pormenor, para que te sintas seguro dentro e fora da viatura.

Conforto

As nossas viaturas têm o nome prório de Maria. São carrinhas Pão-de-Forma com lotação máxima de 7 pessoas, equipadas com o maior conforto possível, para que desfrutes plenamente dos programas que temos preparados para ti.

Qualidade

Os nossos serviços querem primar-se tanto pela qualidade como pela inovação. As experiências, e os produtos envolvidos nas mesmas são os melhores que vamos encontrando no Algarve.

Staff

Os nossos estimados colaboradores têm formação em diversas áreas, desde a mecânica das viaturas à animação das viagens. O seu objetivo é transmitir-te o melhor de nós e da alma com que nos entregamos ao que fazemos. A sua função não é só de meros condutores nem de simples guias. Estão presentes nas viagens como amigos. Assim queremos que os vejas.

Uma Experiência Única

Esperamos que recordes as nossas viagens assim: simples, únicas e enriquecedoras, pois só vale a pena viajar se regressarmos mais ricos! E a nossa maior riqueza será perceber, nem que seja por um só momento, que foste feliz na nossa companhia!

Pedido de Informações

Tens outra coisa em mente? Descreve a tua viagem de sonho, nós faremos o "fato à tua medida".

(Name / Nome)
(Email)
(Question or Comment / Questão ou Comentário)

Locais de Partidas e Chegadas

- Albufeira e Olhos de Água

- Quinta do Lago, Vale de Lobo, Quarteira e Vilamoura

- Portimão e Alvor

- Ferragudo, Lagoa e Carvoeiro

- Lagos

Todos os dias:

Manhã: 8h às 12h30

Tarde: 13h30 às 18h

Faz o Download e Subscreve a App de Vouchers da Access Algarve na App Store / Google Play. Utiliza o promocode HAPPYVAN e paga apenas 9 € para desbloquear mais de 650 vales para utilização no Algarve, de Sagres a Faro.